Congresso
Vocę Participaria de um Congresso Bíblico?
Sim
Năo
Ver Resultados

Partilhe esta Página



Total de visitas: 66310
PROFECIA: O DIA DO SENHOR
PROFECIA: O DIA DO SENHOR

PROFECIA:

O DIA DO SENHOR

"Por esta razão, pois, amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por ser achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis, e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor." 2-Pedro 3:14-15.

O "dia do Senhor" é um evento, ou melhor, um período de tempo do qual os profetas escreveram desde há muito tempo, algo como 800 A.C. O "dia do Senhor" foi o tema principal do profeta Joel quando escreveu a Israel durante o reinado de Joás (talvez no ano 830 A.C. - Joel1:15; 2:1, 11,31; 3:14).

Muitos outros profetas também escreveram sobre o tempo futuro do juízo de Deus, utilizando a frase "o dia do Senhor" para identificar aquele tempo. A seguir, alguns exemplos:

Sofonias 1:7-18; 3:8-9.

Sofonias nos mostra o propósito daquele dia: “... para sobre eles cair a minha maldição e todo o furor da minha ira... " (3:8).

Obadias declara que é "para todas as nações", (v. 15), enquanto Zacarias ensina que o "dia do Senhor" trará consolação sobre Jerusalém, (14:1-2). Há muitas outras referências ao "dia do Senhor" utilizando outras frases similares para identificá-lo, tais como: "aquele dia", "o dia", "o grande dia", e tais frases ocorrem umas 7 5 vezes no Antigo Testamento.

O Novo Testamento, de um modo geral, ensina que "o dia do Senhor" começa com a vinda do Senhor Jesus. O Senhor, Ele próprio falou sobre isso com seus discípulos. Por exemplo: (Mateus 24; Marcos 13; Lucas 17:22-31 e 21:5-37). Os autores das epístolas também ensinaram: 1 Coríntios 1:8, 5:5, 2 Coríntios 1:14, 1 Tessalonicenses 5:2, 2 Tessalonicenses 2:2, 2 Pedro 3: 10 e Apocalipse 16:14 falam daquele dia como, "aquele grande dia do Deus Todo-poderoso".

De todos esses textos das Escrituras podemos concluir que "o dia do Senhor" no Velho Testamento é visto como principalmente juízos para Israel. Também é o tempo quando as nações pagãs serão julgadas (todas as nações gentias). O propósito desses juízos é trazer a nação de Israel ao arrependimento (Sofonias 3: 12-20), e também submeter as demais nações ao Senhor Jesus e estabelecer .o reino de justiça, (Filipenses 2: 10-11 - Mateus 25:31-46). Será o tempo em que todo o joelho se dobrará ao Nome do Senhor Jesus e todos receberão as bênçãos do reino. Este reino é o que chamamos de "o milênio" do qual se fala em Apocalipse 20. Baseados em 2 Pedro 3:10-13, temos a autoridade bíblica para dizer que a destruição da terra e dos céus como hoje existem é parte do "dia do Senhor".

"Quando finalmente o dia da graça acabe com o arrebatamento da Igreja, o dia do Senhor se seguirá. Será um tempo quando os juízos de Deus serão derramados sobre a terra. Inclui a vinda do Senhor com seus santos para executar juízo sobre seus inimigos e apoderar-se do Reino... e reinará com justiça por mil anos gloriosos" (H.A. Ironside). O dia do Senhor inclui a "tribulação" para os judeus, (Sofonias 3:8, 9; Mateus 24:4-35; 2 Pedro 3:3­13), e a vinda do Messias para Israel, (Zacarias 12:10-13:1). Tudo começa com o arrebatamento da Igreja.

A frase, "o dia do Senhor", não fala de um dia de 24 horas, mas de uma série de eventos que estão em uma estrutura de tempo, que começa com a vinda de Cristo para sua Igreja e termina com a nova terra e os novos céus (2 Pedro 3:13). Há outros "dias" metafóricos mencionados nas Escrituras que estão dentro de uma estrutura de tempo e eventos, por exemplo: "o dia de Cristo", (Filipenses 1:10), "o dia da Salvação", (2 Coríntios 6:2), e o dia do castigo", (Isaías 10:3).

A vinda do Senhor por Sua Igreja será para Israel e todos os incrédulos como a vinda de um "ladrão de noite" , (Mateus 24 :42; 1 Tessalonicenses 5:2). Os crentes em Jesus, ao contrário, devem estar prontos e vivendo com a esperança bem-aventurada como uma esperança viva, (1 Tessalonicenses 5:4-8). Estaremos prontos se tivermos Sua vinda constantemente em nossas mentes. Esta esperança nos ajuda a manter nossas vidas em boa condição, (1 João 3:3; Tito 2: 11­14).

Não devemos confundir "o dia do Senhor", como "o dia de nosso Senhor Jesus Cristo" , nem como "o dia do Senhor" Jesus", ou frases semelhantes, (1 Coríntios 1:8; 2 Coríntios 1:14; Filipenses 1:6, 10; 2: 16, etc). "O dia de Cristo" fala das bênçãos e galardões que aguardam os crentes em Cristo no dia de sua vinda, enquanto "o dia do Senhor" fala da ira de Deus julgando os não-crentes que ficam na terra depois do arrebatamento.

Da mesma forma, não devemos confundir o "Tribunal de Cristo" como o "trono branco", (2 Coríntios 5: 10, 1 Coríntios 3: 12-15; Apocalipse' 20: 11-15). O "Tribunal de Cristo" é o lugar onde o Senhor premiará com coroas e outros galardões os seus fiéis servos. Em contraste, o "trono branco" é o lugar diante do qual os ímpios que rejeitaram a Deus e sua salvação serão condenados eternamente ao inferno. Nenhum crente terá que se apresentar diante do trono branco, porque todo nosso juízo foi julgado sobre a cruz. "Agora, pois, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus" (Romanos 8:1).

Segue uma lista de alguns eventos principais que acontecerão no "dia do Senhor”. O conhecimento de todos estes juízos, e o horror daqueles dias futuros que cairá sobre os perdidos, deve infundir-nos um zelo para levar a mensagem gloriosa da salvação em Cristo Jesus a todos os que encontramos a cada dia. Ao mesmo tempo, deve fazer com que desatemos os laços com um mundo que espera somente juízo e destruição.

"Se, pois, ressuscitastes com Cristo, buscais as coisas de cima, onde Cristo está sentado à destra de Deus. Coloca os olhos nas coisas de cima, não nas da terra. Porque morrestes e vossa vinda está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, vossa vida, Se manifestar, então também sereis manifestados com Ele em glória." (Colossenses 3: 1-4).

ALGUNS EVENTOS QUE ACONTECERAO NO DIA DO SENHOR

  1. O Arrebatamento. (1 Tessalonicenses 4:15-18).
  2. Uma confederação de nações se estabelecerá (talvez o mercado comum europeu), as mesmas que formavam em tempos antigos e Império Romano. Daniel2 e 7:23-25.
  3. Um poderoso ditador se levantará dentre essas nações e fará um pacto com Israel. Daniel 27.
  4. As falsas religiões do mundo se unificarão (o verdadeiro movimento ecumênico) e ficarão sob o controle do falso profeta. Apocalipse 13: 11-18.
  5. Os juízos dos "sete selos" que se abrem. Apocalipse 6:8.
  6. As 144.000 testemunhas (judeus) separados e selados. Apocalipse 7.
  7. Os juízos das trombetas. Apocalipse 8: 11.
  8. As duas testemunhas aparecem. Apocalipse 11.
  9. Perseguição intensa a Israel. Apocalipse 12.
  10. Os juízos das "Sete copas de ira". Apocalipse 16.
  11. A condenação e queda da grande Babilônia (a religião falsa). Apocalipse 17-18.
  12. A Batalha do Armagedom. Ez 38-39; Ap 16: 16; Ap 19:17-21.
  13. O Evangelho do reino será pregado a todas as nações. Mt 24: 14. (Não se deve confundir este evangelho com o evangelho da graça que se prega agora. O Evangelho do reino será semelhante ao que pregou João Batista "Preparem-se para a vinda do Messias").
  14. A volta do Senhor com os Santos. Mt 24:29-30; Ap 19:11-16.
  15. A ressurreição dos crentes do A. T. e os santos da tribulação. Apocalipse 20:4-6.
  16. A destruição dos exércitos da Besta. Apocalipse 19:12-19.
  17. A Besta e o Falso Profeta lançados ao inferno. Apocalipse 19:20.
  18. O juízo das nações. Mateus 25:31-46
  19. Israel recolhido dentre as nações. Ezequiel 27: 1-4. O que vemos em nossos dias é somente um recolhimento parcial que se iniciou em 1948, quando Israel foi reconhecido como uma nação.
  20. Israel julgado. Ezequiel 20:33-38.
  21. Israel restaurando em sua terra. Amós 9:15.
  22. Satanás amarrado por 1000 anos. Apocalipse 20:2, 3.
  23. O Milênio (o reino de Cristo). Apocalipse 20:7-10.
  24. Satanás lançado no inferno. Apocalipse 20:10.
  25. O juízo do trono branco para os inconversos. Apocalipse 20:11-15.
  26. Os céus e a terra queimados e a criação de novos céus e uma nova terra. 2 Pedro 3:10-13.

 

Aos Pais de Meus Netos - Análise de Famílias da Biblia - Barzilai, o gileadita; Saul e Jonatas.