Congresso
Vocę Participaria de um Congresso Bíblico?
Sim
Năo
Ver Resultados

Partilhe esta Página



Total de visitas: 55124
EMPECILHOS EM NOSSO CAMINHO
EMPECILHOS EM NOSSO CAMINHO

EMPECILHOS EM NOSSO CAMINHO

 

Quando se diz que Satanás nos põe empecilhos no caminho, não significa que Deus não os tenha permitido. São causados pelo acúmulo de males provindos de circunstâncias que, nos envolvem para servirem para o nosso bem.

Não deveria, no entanto, acontecer que alguém agisse sem conhecer a vontade de Deus. A única regra que poderíamos estipular é: nunca fazer algo, quando não se sabe com certeza qual é a vontade do Senhor.

A vontade de Deus deveria ser, tanto o motivo, quanto a diretriz para os nossos atos. Enquanto a vontade de Deus não estiver em ação, não haverá motivo para a existência da nossa vontade. Quando você age sem conhecer a vontade de Deus, você fica exposto a circunstâncias. Com efeito, Deus fará com que tudo coopere para o bem dos seus filhos, mas por que temos de agir sem sabermos a sua vontade?

Se faço algo a plena certeza de que é da vontade de Deus, fica claro que, se alguma coisa me impede no caminho, só pode ser uma provação para minha fé, e não deveria deter-me. Nesse caso, somente a falta de fé irá deter-me no caminho segundo Deus. Porque, quando não nos mantivermos perto do Senhor, cientes da nossa insuficiência, faltar-nos-á a fé para realizar aquilo para que havíamos tido fé suficiente para o reconhecer. Certamente, quando formos rebeldes e desleixados, Deus, na Sua misericórdia, pode nos advertir, usando de alguma circunstância que venha nos deter, no nosso caminho, se é que daremos atenção, - "Enquanto os simples passam e sofrem a pena" (compare Pr 27: 12). Pode ser que Deus permita que, onde há muito trabalho e atividade, Satanás nos ponha empecilhos no caminho para que fiquemos na dependência de Deus. 

Porém, Deus nunca permite a Satanás influenciar-nos, senão segundo à carne. Quando não somos vigilantes, e, nos distanciamos de Deus, Satanás nos prejudica. No primeiro caso, a influência de Satanás é somente uma provação para a nossa fé, e que vem nos guardar de algum laço, ou mesmo para nos advertir do perigo de nos exaltarmos. É um instrumento na mão de Deus, para nos corrigir. Explicando: Deus permite a Satanás inquietar o nosso espírito, fazendo com que o nosso homem exterior sofra, para que o

interior fique guardado do mal. 

Outra razão para nossa correção pela intervenção de Satanás pode ser os nossos "se" e "porém", que nos detêm, ou mesmo nossa desatenção, que possa ter aberto a Satanás uma porta entre nós e Deus, para penetração de dúvidas e aparentes dificuldades, já que a nossa visão ficou ofuscada; "mas o que de Deus é gerado conserva-­se a si mesmo, e o maligno não lhe toca" (I João 5:18). Com uma palavra: Trata-se da nossa situação moral. Quando surgir uma pergunta que não soubermos responder prontamente, havemos de descobrir que tal pergunta nem sequer teria surgido se a nossa alma estivesse em boa posição, e, se sentimentos verdadeiramente espirituais nos tivessem guiado e guardado. A única coisa que nos resta fazer, em tal caso, é humilhar-nos.

 

Princípios que nos orientam bem