Congresso
Você Participaria de um Congresso Bíblico?
Sim
Não
Ver Resultados

Partilhe esta Página



Total de visitas: 66239
Benção em União
Benção em União

BENÇÃO EM UNIÃO

 

"Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos" (Salmos 133:1).

" Alegrei-me quando me disseram: Vamos ã casa do Senhor!" (Salmos 122:1). Houve, sem dúvida alguma, grande alegria por parte dos israelitas fiéis quando tiveram o privilégio de irem à casa do Senhor, o templo de Deus, onde habitou o Seu nome. Este foi o lugar, o qual os fiéis deviam buscar, em conformidade com a Sua vontade (Dt 12:5 ... ). Ali apresentavam os seus vários sacrifícios, achegando-se ã santidade divina com orações, louvor e adoração.

 

Atualmente este lugar não existe mais dessa forma. O Senhor Jesus disse a uma mulher samaritana: "A hora vem, e já chegou, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade; porque são estes que o Pai procura para Seus adoradores" (João 4:23).

Pela rejeição do Messias, Israel ficou sob a maldição por eles requerida, quando disseram: "Caia sobre nós o Seu sangue e sobre o nosso filhos!" (Mt 27:25). Mas antes já, quando o povo já O tinha rejeitado, Ele predizia a construção da Sua Igreja (Mt 16:18). Esta Igreja é a composição de pessoas salvas por Ele, num "novo nascimento", ou "nascimento de cima" (João 3:3). Cada pecador está convidado para aproveitar a possibilidade de tal renascimento por arre­pendimento e fé (Mc 1:15; João 10:27-29).

Essas pessoas renascidas para Deus, formam Sua Igreja, da qual Se mesmo é o fundamento n Pedro 1:3-5; Ef 2:19-22). Onde eles se reúnem "em", ou, "ao" Seu nome, Ele está no meio, e, eles assim formam um testemunho da Sua Igreja (Mt 18:20). Que preciosa promessa: "Eis que estou convosco todos dias até à consumação dos séculos" (Mt 20:20). O Senhor Jesus, ressuscitado, invisível aos olhos humanos Se manifesta em poder aos Seus, quando O buscam, seja particularmente, ou, mais ainda, coletivamente. Assim, como os corações dos discípulos, no dia da Sua ressurreição, ardiam quando Ele explicava as Escrituras (Lc 24:32), nós hoje ainda podemos experimentar Sua presença, quando, confiadamente, estivermos reunidos ao Seu nome.

 

Como conhecer a vontade do Pai